lider-pessimista

Seja pessimista!

Sim, você leu certo. Muita gente fala de otimismo, por isso, hoje eu resolvi inverter o jogo, quebrando um tabu:  Vamos falar sobre o pessimismo! Será que ele tem algum papel além de nos deixar loucos de preocupação? Nesse artigo você vai descobrir quais são os motivos para não odiar o pessimismo e, ao mesmo tempo, não carregar ele na mala para todo o lugar que você for.

O pessimismo te prepara

Isso mesmo! Já percebeu que, quando bate uma pontada de pessimismo você cria várias formas de resolver um possível problema? Traça formas detalhadas de reação para cada possível falha e isso pode contar muitos pontos a seu favor. Mesmo que naquela situação você não tenha de usar uma das opções que pensou, poderá precisar dela futuramente, ou, quem sabe, ajudar um amigo em uma situação similar.

O pessimismo evita frustrações

Você só pode se frustrar com algo quando acredita muito que vai acontecer e no final não sai como você espera. Quando você se permite duvidar de algo é mais fácil se preparar emocionalmente para uma resposta negativa e isso vai te ajudar muito a saber levar a situação neste caso. Ou, dando tudo certo, sua alegria fica ainda maior!

O pessimismo te ajuda a ser o que você é, um ser humano

Essa onda de otimismo exagerado tem prejudicado muitas pessoas e se você permitir pode acontecer com você também. A cobrança para que todos estejam sempre autoconfiantes e invencíveis é atenuada pelas redes sociais que garantem que temos de ser otimistas 24 horas por dia. Calma aí, não precisa disso! Você pode sim ser pessimista com um negócio que você não está vendo credibilidade, com uma pessoa de personalidade duvidosa ou com qualquer outra coisa! Lembre-se que ninguém é 100% otimista por mais que tente te convencer disso.

Você já deve ter escutado que a diferença entre o remédio e o veneno está na dose. O mesmo se aplica ao pessimismo. Ele é sim, diferente do que costumam falar, um possível aliado. Mas, cuidado: exagerar no pessimismo pode ser bem mais prejudicial do que exagerar no otimismo.

Lembre-se que você deve usar o pessimismo como um tempero em uma comida: para dar aquele tom especial ao prato, não para se sobressair e estragar todo o sabor original. Use, mas não abuse.

Assuma o controle de suas emoções por permitir que elas se manifestem. Quem tenta reprimir todos os tipos de emoções que parecem negativas perde a chance de conhecer a si mesmo e desenvolver seu autocontrole. Não permita que o medo de suas próprias emoções negativas te faça refém de falsas emoções positivas. Seja autêntico!

Seja pessimista! 1

 

 

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Fechar Menu