12659841_10204572326062936_1635157391_n (2)

Seja justo consigo mesmo

Um dia me pediram para contar como meu processo de “estar acima do peso” começou. Eu fui lá na infância, e me recordei de muitas situações onde eu me vi gorda, e que chegava até a me sentir culpada quando comia. Não “podia” comer na hora que eu queria, então eu ficava com fome e passava mal. Na adolescência passei a além de ficar tonta, desmaiar. 17 anos se passaram e descobri: era hipoglicemia.

Acreditei que desde criança fui gordinha e por isso passei a vida achando que não era capaz de emagrecer.

Mas um dia, percebi que estava sendo injusta comigo quando busquei a verdade nas minhas conclusões.

Havia aprendido a me colocar sempre em descaso, ou a me desvalorizar como era comum fazerem comigo. O problema era que eu me comparava a referenciais errados. Não respeitei meu biotipo e isso me fez insatisfeita a vida toda.

Engordei consideravelmente em 2012, por consequência de um conflito familiar, onde descontei minha insatisfação/depressão na comida. Eu devorava, diariamente: 1 barra de chocolate ao leite (da grande), 1 refrigerante de 500ml e 1 pacote de batata frita industrializada.

Foram alguns meses assim. Apesar de me olhar no espelho todos os dias, não me via engordando.

Mas quando me deparei com essa foto, tive um choque de realidade.

FullSizeRender (1)

Depois de superado o susto de me ver desse tamanho, com quase 100kg, me recusei a continuar desistindo de mim. Não era uma decisão fácil, é muito mais cômodo continuar nos mesmos hábitos. Minha maior superação foi tomar a DECISÃO que mudaria minha vida completamente.

E o MELHOR… só dependia de mim.

Sabia das minhas limitações físicas: bursite no quadril, problemas no joelho e escoliose. Vinha sendo acompanhada por profissionais da área de saúde e a cada nova atividade física, fazia consulta sobre a possibilidade de eu praticá-las.

Hoje estou tomando outros cuidados com minha saúde (mental, física e científica) não me limitando apenas à questão da perda de peso. Resolvi cuidar de tudo que fosse necessário para me dar condições de alcançar todas as minhas metas.

Seja justo consigo mesmo. Observe-se e descubra o que te levou a desistir de você e supere-se. Sempre há tempo de se permitir.

Sua alegria maior será viver em profunda satisfação pessoal.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Fechar Menu