IMG_4565

Libertando beija flores

É, deixando livre os beija-flores que vivem na gente estamos nos mostrando para o “mundo”, para que as pessoas vejam quem realmente somos, com nossas alegrias, tristezas, ansiedades e desejos, desse nosso jeito, que só a gente tem. Tá certo que não devemos nos abrir para “qualquer um”, mas é fundamental que saibamos respeitar a nós mesmos deixando claro o que nos incomoda, o que nos chateia, o que nos deixa feliz… É sempre mais fácil falar e conversar pra se resolver um problema que estamos enfrentando, é aquela coisa clichê mas que funciona bastante: “Se você não perguntar, a resposta será sempre NÃO”, por falar nisso, receber um “não” de vez em quando faz bem, faz crescer e aprender, e quer saber? Um “não” bem colocado, pode ser um
ótimo economizador de tempo na sua vida. Respeite seus limites, libere seus beija-flores e seja feliz, sempre. Freud utilizava da associação livre para que seus pacientes, por meio da fala, lhe relatasse seus problemas, e como faz bem! Falar é um ótimo remédio. Assim como cuidamos de nosso corpo, devemos cuidar da nossa mente, aliás, ambos acontecem juntos. Não deixe de procurar um Psicólogo, faz bem pro corpo, mente e alma.
Lílian Bertges
IMG_4565

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Fechar Menu