t

As Fakes News e seu poder sobre a manada brasileira

O título pode chocar, mas você sabe que retrata realidade. A população só é tão suscetível as Fakes News porque cede ao tão famoso ‘comportamento de manada’.

 O comportamento de manada é estudado já há um bom tempo por especialistas. No mundo animal é bem útil pois faz com que um bando se reúna, seguindo um líder, para se defender de um predador ou conseguir a refeição do dia.

Aplicado aos humanos torna-se uma analogia que mostra a tendência de seguir o que a maioria está fazendo sem passar por uma reflexão individual. O que ocorre é que, muitas vezes, essa maioria está sobre influência de alguém que sequer sabe o que está dizendo. Agora, imagine isso potencializado pelos meios digitais!

Assim que surge uma Fake News, ‘líderes de manada’ começam a defende-la com unhas e dentes, propagando-a como se fosse a informação mais importante do mundo. Usam dos recursos mais medonhos, rogando pragas a quem não repassar aquela mentira. O fato é que nem o próprio criador do alvoroço sabe se aquilo é verdade e, pior, nem quer saber.

A falta de senso crítico faz com que a população brasileira se submeta ao comportamento de manada. Sem desenvolver um raciocínio próprio o individuo acredita em tudo que lê, ouve ou vê, sem se dar ao trabalho de pensar a respeito antes de compartilhar com centenas de pessoas que também não saberão distinguir entre o que é verdade ou não. Resultado: Caos.

Gente desesperada porque recebeu uma mensagem no WhatsApp, correndo e enfrentando filas, outros de luto pelo ‘falecimento’ do seu cantor favorito e ainda há os que ficam frustrados porque perderam uma grande oportunidade que nunca existiu.

Esse texto é sobre esse Caos. Por favor, não faça, não propague e não aceite esse Caos. Precisamos de pessoas que procuram uma fonte e respondam ‘isso não é verdade’. Você não precisa ser líder e provar para todos que aquilo não é real. Somente não seja mais um na manada que segue para o despenhadeiro.

As Fakes News e seu poder sobre a manada brasileira 1

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Fechar Menu