cerebro-coracao-704x413

A Inteligência emocional como diferencial competitivo

No mundo dos negócios muitos são os desafios.

Treinar a equipe, alinhar decisões, cumprir prazos, bater metas, planejar a curto, médio e longo prazo e tantas outras demandas que ocupam a mente de um líder competente.

Dentre todas essas questões, um dos pontos mais estratégicos é cuidar da saúde mental das pessoas.

Trata-se de um investimento, que se traduz em bem – estar e gera produtividade e engajamento.

Parece óbvio, e o óbvio, muitas vezes, escapa aos olhos mais atentos.

O trabalho é conjunto e se inicia com a disponibilidade do colaborador em se desenvolver, através do suporte e confiança em seu Líder.

A capacidade de Gerenciar as emoções e ser Resiliente nas situações mais adversas, é essencial para dominar os instintos, que podem ficar selvagens num contexto corporativo de alta competitividade.

Para pôr isso em prática, um dos comportamentos mais interessantes é o de afastar-se mentalmente das cenas mais tensas, de modo que se cria uma blindagem e neutraliza as emoções da experiência vivenciada.

É importante saber que como se trata de um exercício, é preciso treinar insistentemente para ficar craque!

O principal de tudo isso é o equilíbrio entre as metas e o desenvolvimento humano, que devem sempre ser conjugados sob o olhar atento do líder e o comprometimento de cada colaborador em crescer, em todos os aspectos.

E certamente, a inteligência emocional será cada vez mais valorizada e exaltada no mundo dos negócios e na vida.

Viva a construção conjunta de um mundo dos negócios mais competitivo e humanizado.

A Inteligência emocional como diferencial competitivo 1

 

 

 

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Fechar Menu